ACON T ECEU
|| Home | Assuntos | Contato ||

Júlio Cesar - Itália 00/00/100 a.C. - 15/03/44 a.C.

Julio Cesar Estadista e general romano. Jovem, ainda apoiou os “populares” (anti-senado), contra os optimates (conservadores). Depois de assumir seu primeiro comando militar na Espanha, volta a Roma onde se elege cônsul e forma o Primeiro Triunvirato com Pompeu e Crasso. Nomeado pretor na Gália transalpina, anexou-a ao Império Romano, depois de uma campanha militar de oito anos. Foi sua mais importante conquista histórica, decisiva para o destino da Europa Ocidental. O Senado, por temer a popularidade de César, destituiu-o do comando e encarrega Pompeu de defender a República.

César envia moeda com a efíge de Julio Cesar um ultimato ao Senado e exige que Pompeu se afaste do cargo ou lhe dê parte das províncias na Espanha. O Senado recusa. César atravessa o rio Rubicão (limite da Província Cisalpina), afirma que “a sorte está lançada” e começa a guerra civil.

Em 48, consegue derrotar Pompeu. Dominada a crise política no Oriente, permanece no Egito, atraído por Cleópatra. Em 45, na Batalha de Munda, derrota os filhos de Pompeu, que dominavam a Espanha. Regressa a Roma para celebrar as vitórias e organizar a República. Em 44 proclama-se ditador e reforma o calendário que foi usado em todo o mundo ocidental até 1582.

Sua administração se caracterizou pela eficiência e predomínio de idéias liberais e pragmáticas. Quando se preparava para conter a ameaça dos dácios no Norte da Grécia, foi atraído pelos conspiradores para uma reunião no Senado e ali foi morto com 21 punhaladas. Ferido, ao ver entre os assassinos seu amigo, profere: “Até tu, Bruto, meu filho?”.




<< anterior próxima >>