ACON T ECEU
|| Home | Assuntos | Contato ||

A Civilização dos Hebreus

moisés Os hebreus viveram por muito tempo associados ao Estado Egito até que, frente a uma política xenófoba dos faraós, acabaram sendo escravizados. A resistência hebraica à escravidão encontrou força na identidade religiosa monoteísta. Para poderem se libertar da opressão egípcia, os hebreus empreenderam o Êxodo, liderados por Moisés (1446 a.C.), e, após perambularem durante quarenta anos pelo deserto, retornaram à Palestina. Durante a permanência no deserto, conforme a Bíblia, Moisés recebeu de Deus, no monte Sinai, os Dez Mandamentos, conjunto de determinações para a vida que os hebreus deveriam seguir. Dessa forma, Moisés avançava na unidade e coesão do povo israelita, acrescentando à sua chefia religiosa, política e militar, a autoridade jurídica. Com Josué, sucessor de Moisés, os hebreus conseguiram alcançar a Palestina, reativando as antigas disputas territoriais da região.

hebreus cabala Com Josué, os hebreus conquistaram a cidade de Jericó, na Palestina, e, dada a organização em tribos politicamente independentes, mas não completamente coesas, apesar da identidade religiosa, lingüística e de costumes, segui-se uma grande dificuldade para a conquista do restante do território palestino. Mesmo assim, para enfrentar os guerreiros filisteus que ocupavam o litoral, nomearam os juizes (1407 – 1048 a.C.), líderes militares indicados pelas tribos. Entre esses chefes temporários, escolhidos para fazer frente a uma dificuldade comum, destacaram-se Gideão, Sansão, Gefté e Samuel.

escrito hebreu Samuel buscou pôr fim às divergências tribais, visando a unidade política entre as doze tribos, o que só se concretizou com o seu sucessor. Dada a séria ameaça dos hebreus caírem sob o jugo dos filisteus, as tribos hebraicas instituíram a monarquia sob o comando de Saul (1048 – 1009 a.C.), da tribo de Benjamim.
Entretanto, o primeiro rei não teve sucesso no enfrentamento contra os inimigos e, vencido, suicidou-se.








<< anterior próxima >>