ACON T ECEU
|| Home | Assuntos | Contato ||

Luto Mundial - Vaticano 02/04/2005 Sábado

João Paulo II Nenhum outro papa, presidente, rei ou artista teve um funeral como o do Papa João Paulo II e nunca o mundo chorou a morte de alguém com tanta tristeza. Foram seis dias em que milhões de pessoas ficaram atentas aos preparativos para o último adeus àquele que cativou a todos com sua simpatia e, estima-se ainda, que 2 milhões de pessoas foram a Roma para prestar as últimas homenagens ao pontífice mais popular dos tempos modernos. A mobilização sem precedentes deveu-se ao carisma exercido por Karol Wojtyla, cuja popularidade estendeu além do mundo católico. Foi o terceiro mais longo papado da história e apenas São Pedro e Pio IX tiveram papados mais extensos.


João Paulo II João de Deus, como ficou conhecido, nasceu no dia 18 de maio de 1920 (terça-feira) na Polônia e foi eleito papa em 16 de outubro de 1978, sucedendo a João Paulo I. Foi o primeiro pontífice não-italiano em 456 anos e no primeiro ano de seu pontificado fez a seguinte afirmação: “A inquisição é um capítulo doloroso do qual os católicos devem se arrepender”.



João Paulo II Foi mais longe ainda quando redimiu o italiano Galileu Galilei e o polonês
Nicolau Copérnico, que derrubaram a cosmologia cristã ao afirmar que a Terra não era o centro do universo. “Galileu, fiel e sincero, mostrou-se mais perspicaz do que seus adversários teólogos”, disse. Reabilitou também o inglês Charles Darwin, pai da teoria de que o homem é parente longínquo do macaco – e, portanto, não descende dos personagens bíblicos Adão e Eva. “Hoje, os novos conhecimentos e as descobertas obtidas em várias disciplinas nos levam a reconhecer na teoria da evolução mais que uma hipótese”, afirmou.


João Paulo II Depois de admitir que os “hereges” estavam certos, o papa publicou em 1998 a encíclica Fides et Ratio, que procura conciliar fé e razão e é considerada pelos teólogos uma espécie de testamento intelectual do pontífice. João Paulo II pediu ainda desculpas pelo fato de a Igreja Católica ter compactuado com a escravização de africanos e índios, e por ter não tido um papel mais efetivo na luta contra o nazismo.


João Paulo II Outra característica do pontificado de João Paulo II foi o esforço para uma maior aproximação com as outras religiões, cristãs ou não. João Paulo II visitou 129 países nos seus 26 anos de papado e percorreu mais de 1,2 milhão de quilômetros, o suficiente para dar quase trinta voltas ao redor da Terra. Na qualidade de chefe de Estado do Vaticano, fez-se ouvir em todos os foros sobre problemas mundiais, recuperando uma projeção que havia sido perdida pelo Vaticano.




<< anterior próxima >>