ACON T ECEU
|| Home | Assuntos | Contato ||

Pitágoras - Grécia 580 a.C. - 500 a.C.

Pitagoras Filósofo e matemático. Não deixou registros escritos, mas sabe-se que viajou ao Egito e na volta, quando a Grécia era governada pelo tirano Polícrates, foi para Crotona, colônia grega na Ásia Meridional, onde fundou escola de caráter religioso, muito parecido com as comunidades órficas.
A escola expandiu-se por grande parte da Magna Grécia (Itália), mas tendo se envolvido em política, acabou suprimida de modo violento. Entre as doutrinas difundidas pelos pitagóricos (seus ensinamentos confundem-se com os de seus discípulos) está a imortalidade e a transmigração da alma (metempsicose). Em ciência, suas doutrinas nada têm de semelhante às crenças religiosas e míticas. Suas teses estão ligadas à especulação sobre o número (essência das coisas) e pesquisas matemáticas.

teorema do quadrado O teorema do quadrado da hipotenusa (igual à soma dos quadrados dos catetos num triângulo retângulo) é atribuído a Pitágoras, além de uma tábua de multiplicação e um estudo de escalas, que também receberam seu nome. Seus discípulos descobriram a incomensurabilidade da diagonal em relação ao lado do quadrado, dando origem aos números irracionais.Em astronomia, impressionado com a ordem do universo, dá-lhe o nome de cosmos (harmonia, em grego).


teorema do quadrado É o primeiro a afirmar um sistema de astros esféricos, tendo no centro o fogo, coração do Universo. Além do fogo, o sistema é composto de ante-terra, terra, lua, sol e mais cinco planetas. Dez é o número perfeito para Pitágoras, que fez também descobertas em música e mostrou a relação entre o comprimento de uma corda e o som dela proveniente. Foi o primeiro a chamar-se a si próprio de filósofo.




<< anterior próxima >>